Feitiços com sangue: Todo o que deve saber sobre a magia de sangue

Os feitiços com sangue são perigosos. O feiticeiro ou a feiticeira utiliza o poder que se encontra dentro desta substância física, que é o sangue. Com este poder pode dar forma real ao que se formou no interior de sua mente. Impor uma mudança no mundo requer uma grande quantidade de força de vontade e suficiente autodisciplina para controlar as sutilezas destes conhecimentos arcanos.

Feitiços com sangue

Feitiços com sangue

Mais importante ainda, requer suficiente vontade utilizar a potência do próprio sangue. Uma bruxa que quer aproveitar o sangue como parte de seus rituais ou conjuros tem que libertar das crenças sociais e culturais com o fim de explorar plenamente o potencial dos feitiços com sangue.

Os feitiços com sangue podem resultar chamativos. Podem ser utilizados para absorver as energias vitais de outras pessoas, amaldiçoá-los com doenças ou inclusive limpá-los e curar suas doenças. Os feitiços com sangre também podem ser incrivelmente sutis. Reformar o mundo para cumprir sua vontade requer algo mais que aparências chamativas. Precisa-se tempo, esforço, determinação e transformação das formas sutis que se encontram no profundo da essência de todas as coisas. A magia com sangue tem a intenção de criar um estado de controle sobre um mesmo e o mundo que nos rodeia. Para tirar qualquer coisa que lhe impeça cumprir com o que mais deseja.

Leia também: Cómo fazer Magia Branca real?

Como funcionam os feitiços com sangue

Os feitiços com sangue são um tipo de magia que se vê reforçado pelo uso do sangue durante o ritual. Mediante o uso das essências que residem dentro do sangue, uma bruxa é capaz de potenciar o efeito de conjuro, à medida que agrega mais poder para o próprio feitiço com seu sangue. Sem ela, o feitiço não é maior ou menor que qualquer outro feitiço. Com o sangue, o feitiço carrega-se com uma enorme quantidade de energia. Devido aisto, a bruxa é capaz de utilizar sua própria potência máxima, que vem do poder que reside dentro de seu sangue. Estas coisas combinam-se para aumentar sem limites a potência de qualquer feitiço. Os feitiços com sangue são difíceis mas de grande alcance, permitindo que aqueles com a suficiente disciplina, paciência e poder possam conseguir resultados muito potentes e poderosos.

Sobre a magia com sangue

Rituais e Magia com sangue

Rituais e Magia com sangue

O sangue é algo muito poderoso, a hemoglobina humana, tanto como substância física, que dá vida, bem como instrumento tangível para trabalhos psíquicos e de bruxaria. Quase todas as religiões destacam o uso do sangue em seus ritos (“Esta é o sangue de Cristo”, durante a eucaristía cristã, por exemplo), mas, por desgraça, outras comunidades pagãs têm histórias terríveis de sacrifícios de sangue.

O principal problema com o antigo uso do sangue em alguns rituais de magia era que se utilizava quase sempre em quantidades excessivas, e para conseguir estas quantidades, era inevitável a tomar de participantes involuntários. O sangue é algo surpreendentemente poderoso, e parece que os sacerdotes pagãos temporãos devem ter operado seguindo a lógica de que “se um pouco é bom, muito é melhor”.

Estavam equivocados. O sangue, quando se utiliza com as palavras adequadas, os rituais, as ervas e na fase correta da lua, sem dúvida acrescenta grande potência ao procedimento, mas se se usa o sangue de uma vítima involuntária os resultados poderiam ser similares a um poderosíssimo carro fora de controle a altas velocidades – pode ir a onde o motorista queira, mas então poderia ser saído da estrada e fazer uma enorme quantidade de dano antes de se parar.

O que nos leva a primeira e mais importante “regra” para o uso do sangue na magia – DEVE SER TEU PRÓPRIO SANGUE A QUE UTILIZE. A pessoa que está fazendo o feitiço com sangue, a realização da cerimônia ou o conjuro, é o indivíduo que tem o poder – e, portanto ele ou ela tem o mais poderoso sangue nesse momento, e não deve ter medo de derramar umas gotas. O sangue de ninguém mais será tão efetivo como o sangue da pessoa que está realizando a magia.

Quanta sangue utilizar?

Como a maioria das coisas em metafísica, o sangue é um símbolo muito poderoso, e um pouco percorrerá um longo caminho. A vontade de submeter-se a um pouco de dor (especialmente em nossa cultura orientada ao conforto) e o ato de desprendimento de preciosos fluídos corporais pode somar enormes forças que têm pouca relação com a quantidade real de sangue que utilize. Pareceria que a maior quantidade de sangue derramada, menos se pode um focar no ato e seu verdadeiro significado, e ao cabo de verdadeiro ponto, algumas pessoas simplesmente se cansam e tratam de deixar que o poder do sangue por se mesma faça todo o trabalho. Aqui é onde os cavalos de força começam a se sair de controle. Os que trabalham com feitiços de sangue têm que ter o controle em todo momento, com a mente para se concentrar e dirigir a força do sangue utilizado. De modo que umas poucas gotas são certamente suficiente para qualquer ritual imaginável – ao menos se os participantes têm a responsabilidade para conseguir um resultado positivo.

Quando deve ser utilizado sangue nos rituais?

O uso de sangue em um feitiço ou conjuro é algo muito sério. Um feiticeiro ou bruxa cautelosa duvidariam em usar um feitiço com sangue em contextos mundanos (se o sangue funcionasse para ganhar a loteria todos seríamos ricos instantaneamente). O consenso parece dizer que o sangue só deve ser utilizado para proteger aos seres vivos das ameaças graves para sua vida e saúde. Isto não quer dizer que um encanto de sangue deve ser utilizado para proteger de um colega de trabalho molesto, mas inofensivo, ou inclusive de um chefe que pode estar escrevendo tua carta de demissão. Há outros métodos de proteção e se estes não funcionam com os problemas mundanos, quiçá é o próprio karma que está passando por um momento difícil.
Os rituais com sangue farão com que você e teus seres queridos sigam vivos e sãos, mas não prósperos e poderosos. O sangue é algo elementar e básico, e só deve ser utilizado para os fundamentos, que não incluem dinheiro e prestígio. Teu casal comprou um motociclo que chega a 300 quilômetros por hora? Por todos os meios, faz um feitiço de sangue por esta pessoa. Um ser querido está por enfrentar uma operação ou cirurgia? Uma vez mais, uns feitiços com sangue pode ser o mais adequado nesta situação.

Magia com sangue: Conclusões

A magia com sangue é muito eficaz para os seres viventes – pessoas, seres queridos, árvores e a terra. É recomendável fazer um feitiço pela cada vida, no entanto, ou o poder se dilui. Os encantos de sangue para os objetos inanimados confundem o tema – só parecem funcionar sobre substâncias vivas. Além disso, os objetos inanimados podem ser mais bem protegidos de outras maneiras; se nosso auto dana-se, sempre podemos o consertar, ou em tal caso comprar um novo. Aqui entra em jogo nossa proteção financeira, não necessariamente o fazemos pelo automóvel em si mesmo. Em mudança, uma coisa viva, uma pessoa, não sempre pode sair completamente bem de uma cirurgia ou de uma doença.

Leia também: Como Romper Feitiços: Aprende Como Desfazer um Feitiço de Bruxaria

E uma última advertência: os feitiços com sangue têm uma má imagem pública, e a maioria da gente não pode escutar para além da palavra “sangue” sem querer ser tampado os ouvidos. O melhor é manter o foco na magia leviana e positiva, guardando o mais pesado para um mesmo ou dentro de um grupo próximo, e só oferecer a fazer um encantamento ou feitiço de sangue a pessoas que está seguro que o farão bem-vindo.



Continue lendo...

Compartilhar